As demolições de infra-estruturas ilegais vão continuar, que é para se evitar que tenhamos cidades insuportáveis, desordenadas. O Edil de Quelimane, Manuel de Araújo disse que “O Município de Quelimane não tolera construções ilegais, por isso, quem construir fora das normas verá a sua infra-estrutura derrubada.


Durante o ano passado, o Conselho Municipal de Quelimane mandou destruir seis casas de material precário, construídas sem autorização prévia das autoridades municipais, na zona de Tecane, Bairro da Floresta, Posto Administrativo nr.04.
Igualmente deitou abaixo 108 bancas fixas, na Avenida 25 de Junho; 60 na Avenida da Liberdade; 07 na Avenida Eduardo Mondlane, próximo do Hospital Sagrada Família e 01 na mesma avenida, próximo da Romoza, lê-se no Relatório -Balanço de Actividdades do Ano 2015.